Karl Wittfogel – O Despotismo Oriental, estudo comparativo do poder totalitário

O helenista Pierre Vidal-Naquet publicou, em 1964, um artigo chamado Histoire et idéologie : Karl Wittfogel et le concept de «mode de production asiatique».¹ Esse artigo era o resumo de outro (mais extenso) que viria a ser publicado, naquele mesmo ano, como prefácio à tradução francesa do livro O Despotismo Oriental, de Karl August Wittfogel.

Wittfogel não gostou nem um pouco da inclusão desse prefácio em seu livro. Assim, a editora francesa teve de inserir em cada exemplar um encarte grampeado com um texto adicional de Wittfogel (datado de 1966) intitulado Carta ao Leitor. Já no início desse documento, Wittfogel avisa que o prefácio “polêmico” de Vidal-Naquet deixaria de ser publicado nas futuras edições francesas de sua obra.

O brilhante livro de Wittfogel – e a discussão entre os dois historiadores – gira em torno do conceito de “despotismo oriental”, que se refere à formação histórica descrita por Marx como o “modo de produção asiático”. Vidal-Naquet não vai tão longe quanto os marxistas russos que, em 1931, condenaram oficialmente um conceito que o próprio Marx utilizou; mas ele se esforça para demonstrar que esse conceito ocupa, afinal, um lugar “limitado” no pensamento de Marx.²

A polêmica, no entanto, ultrapassa largamente o campo teórico. E seu ponto central reside no fato de que Wittfogel (que foi do Partido Comunista Alemão e chegou a passar nove meses num campo de concentração nazista) caracteriza os regimes comunistas da época – o soviético e o chinês – como variantes (muito mais despóticas) do modo de produção asiático. Vidal-Naquet afirma que essa tese é risível; Wittfogel não deixa por menos e caracteriza seu interlocutor como um apologista da escravidão política.

Como é muito provável que esses dois textos, publicados na França há quase 50 anos, sejam de difícil acesso, resolvi compartilhá-los em PDF:

Pierre Vidal-Naquet (Avant-Propos), Karl Wittfogel (Lettre au Lecteur)

Vale notar que, para além de qualquer discussão ideológica, o livro de Wittfogel é um clássico recomendado por marxistas e não-marxistas. A versão original em inglês está legalmente disponível, em PDF e outros formatos, neste endereço:

Wittfogel, Karl. Oriental Despotism; a Comparative Study of Total Power (Yale University Press, 1957)³

NOTAS

¹ Vidal-Naquet, Pierre. Histoire et idéologie : Karl Wittfogel et le concept de «mode de production asiatique». In: Annales. Économies, Sociétés, Civilisations. 19e année, N. 3, 1964. pp. 531-549.

² Idem, p. 537.

³ Até onde sei, não existe tradução para o português; mas há uma versão espanhola: Despotismo oriental, Estudio comparativo del poder totalitario, Madrid, Ediciones Guadarrama, 1966.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: