O acaso e a necessidade

“Quando pensamos no imenso caminho percorrido pela evolução desde talvez três bilhões de anos, na prodigiosa riqueza das estruturas que ela criou, na miraculosa eficiência das performances dos seres vivos, da bactéria ao homem, podemo-nos surpreender a duvidar de que tudo isso seja o produto de uma enorme loteria, tirando ao acaso números entre os quais uma seleção cega designou raros ganhadores.”

Na tradução brasileira de O acaso e a necessidade, de Jacques Monod (Editora Vozes), se lê teoria em lugar de loteria. Consultei a 3ª edição (1976) e a 4ª edição (1989) e ambas contêm o mesmo erro (p. 157). Conforme Le hasard et la nécessité, Seuil, Paris, 1970, p. 155.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: