O Real e o Possível

Lydio Machado Bandeira de Mello (1901-1984) foi um jurista (tendo sido professor emérito na UFMG), filósofo e matemático brasileiro. Autor de dezenas de livros, acabou tornando-se mais conhecido fora do Brasil do que em seu próprio país.

Lydio Machado Bandeira de Mello

Lydio Machado Bandeira de Mello. Retrato realizado por seu filho Lydio Bandeira de Mello em 1956 (detalhe).

Só fiquei sabendo de sua existência e de sua vasta obra por conta de minhas visitas ao seu filho Lydio Bandeira de Mello, pintor e desenhista de gênio. Por várias razões, os livros de Lydio Machado (que, como já disse, se contam às dezenas) me chamaram a atenção. E um deles, de nome O Real e o Possível, chamou-me particularmente a atenção.

O Real e o Possível

Não era para menos. A questão me interessa e eu mesmo trabalhei em minha dissertação de mestrado a distinção (bergsoniana) entre o virtual e o possível. Por isso mesmo, eu não poderia concordar com nenhuma das teses de acordo com as quais “o todo está dado” (neste caso, dado como um conjunto de possíveis na mente divina). Nem Aquino, nem Laplace. Mas “concordar” (ou não) com as teses de um autor é, geralmente, o que menos importa. Eu tinha nas mãos uma oportunidade rara: ajudar a divulgar uma obra séria de um autor brilhante e quase desconhecido no Brasil.

As dificuldades técnicas, neste caso, foram assombrosas. O Real e o Possível mede 23 x 15,5 cm, sendo, portanto, ligeiramente maior do que uma mesa digitalizadora (scanner) de tamanho padrão. Falta-lhe, além disso, a regularidade de um livro composto pelos métodos tradicionais. Sequer era possível encostar ao menos uma das extremidades do livro numa extremidade da área útil do scanner para automatizar o processo. Ao contrário, era preciso posicionar e reposicionar individualmente cada folha até achar a posição correta. Em resumo, foram necessárias cerca de 700 varreduras e mais de 12 horas de trabalho ininterrupto somente para digitalizar as imagens do livro.

O resultado foi compilado num arquivo PDF com marcadores. Mesmo sabendo que seria praticamente inútil (uma vez que o livro foi impresso em litografia a partir dos manuscritos do autor), realizei uma leitura OCR das imagens. As palavras escritas em maiúsculas (letra de forma) foram reconhecidas e podem ser pesquisadas no arquivo PDF, o que já é alguma coisa. Dica: algumas maiúsculas (em caixa alta) de Lydio Machado são personalizadas, o que dificultou seu reconhecimento óptico. Assim, caso resolva procurar a palavra “Deus”, procure por “eus” – e assim por diante.

Depois irei postar aqui mais informações sobre Lydio Machado Bandeira de Mello e ao menos mais um livro dele.

Boa leitura!

PDF download:

Lydio Machado Bandeira de Mello – O Real e o Possível (1954)

Anúncios

Tags: , , , , ,

2 Respostas to “O Real e o Possível”

  1. Crítica do Princípio de Razão Suficiente | o ponto cinza de paul Says:

    […] « O Real e o Possível […]

  2. Luiz Soares Says:

    Bom trabalho. Dei só uma folheada, mas estava atrás deste livros há anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: